Postagens populares

domingo, 13 de fevereiro de 2011

GINÁSTICA LOCALIZADA



1-ASPECTOS BÁSICOS
A ginástica localizada caracteriza-se por gestos motores analíticos e voluntários, devidamente orientados a revelar uma marca de intencionalidade gestual, ou seja, em seus conteúdos específicos utiliza-se de exercícios analíticos ( localizados) para atingir seus objetivos. Os exercícios classificam-se em ação e  sintéticos.

1.1 Exercícios de ação

Os exercícios de ação podem atuar sobre determinadas sinergias musculares, nesse caso são classificados como exercícios de ação localizada ou analítica.
Os exercícios de ação também podem ter ação generalizada sobre o organismo, atuando principalmente sobre as grandes funções, quando são denominados sintéticos.
Então, os exercícios de ação podem ser localizados analíticos ou generalizada sintética.
Os Exercícios sintéticos: envolvem grandes massas musculares sinergeticamente e/ou simultaneamente, enfatizando os movimentos naturais, como predominantemente as atividades aeróbias, como por exemplo, correr, nadar, saltar.
Os Exercícios analíticos: podem até envolver grandes grupamentos musculares, porém concentra-se em determinado segmento corporal.


2- MÉTODOS DE ENSINO

Alguns métodos de origem estrangeira influenciaram diretamente a Ginástica de Academia até ela tomar o formato atual. Nos anos 60 e 70 foi a Calistenia. Nos anos 80 a Ginástica Aeróbica (Alto e Baixo Impacto), seguidos nos anos 90 pelo Step Training. Atualmente a Ginástica Localizada tem sua base na musculação. Vários fatores, tais como cinesiológicos, anatômicos e de melhoria de performance são comuns nestas duas atividades, o que aumenta a correlação entre elas.
Alguns princípios são fundamentais para o planejamento de uma boa aula de Ginástica Localizada:
Para Costa (2001) o método em três partes consiste em uma descrição mais objetiva. Nessa concepção a estrutura de uma aula de ginástica localizada consiste em aquecimento, partes especificas e relaxamento.
O aquecimento tem como objetivo principal preparar o individuo, visando otimizar sua performance na parte especifica, como também protegê-lo da ocorrência de possíveis lesões.
A parte específica é responsável por desenvolver os conteúdos específicos visando atingir os objetivos gerais e específicos previamente planejados e definidos.
O relaxamento tem como prioridade restabelecer o individuo do esforço exigido durante a etapa especifica, evitando a manutenção do processo de fadiga ou apenas minimizando os efeitos desses processos, com isso otimizando também a melhora, o progresso da perfomance.
Em síntese  a divisão da aula consiste em:
Aquecimento: preparação;
Parte especifica: objetivos específicos;
Relaxamento: recuperação

3- COMPOSIÇÃO COREOGRÁFICA

Para melhorar e alcançar objetivos propostos pela aula, o professor deve recorrer a estímulos de cargas apropriadas que no conjunto da aula caracteriza a carga total do trabalho considerando a intensidade do estímulo (carga), a densidade dos estímulos (esforço/pausa - entre as partes da aula : ativo e passivo e entre as aulas), a duração do estímulo (tempo), a amplitude do estímulo (volume - repetições e séries) e a frequência do estímulo (por semana)


 AULA DE GINÁSTICA LOCALIZADA

 AQUECIMENTO
Têm duração de Aproximadamente 10 minutos. É composto por exercícios de pré-aquecimento musculares de baixa intensidade e alongamentos.Os movimentos devem ser feitos de maneira suave e pouca amplitude, visando uma adaptação músculo-articular e orgânica, preparando-se para elevação gradual da freqüência cardíaca e do esforço muscular. Deve ser direcionado aos grupamentos de maior exigência durante a sessão de treinamento. O aumento metabólico deve ser lento e gradual.

 PARTE PRINCIPAL
É a parte mais importante da aula, onde serão trabalhados os grandes grupos musculares.Têm duração de aproximadamente entre 30 e 40 minutos e caracteriza-se pela alta intensidade e aumento significativo dos parâmetros fisiológicos. Utiliza implementos como halteres, caneleiras e barras para exercitar os grandes grupos musculares , tais como Membros inferiores, Membros superiores e Tórax.

 EXERCÍCIOS DE SOLO
São caracteristicamente exercícios para o Abdômen, Glúteos e Adutores. São utilizadas normalmente sobrecargas como caneleiras para aumentar a intensidade do esforço e têm em média 15 a 20 minutos.

 RELAXAMENTO E VOLTA À CALMA
São exercícios de alongamento de leve intensidade e baixa amplitude articular, também conhecida como parte regenerativa da aula. Têm em média 5 a 10 minutos e deve obedecer a uma desaceleração gradual dos parâmetros fisiológicos, tais como a freqüência cardíaca. Nesta parte da aula você deverá proporcionar ao aluno uma recuperação lenta e gradual, reduzindo assim o grau de excitação proporcionado pela parte principal da aula.

 GINÁSTICA LOCALIZADA

1-ASPECTOS BÁSICOS
A ginástica localizada caracteriza-se por gestos motores analíticos e voluntários, devidamente orientados a revelar uma marca de intencionalidade gestual, ou seja, em seus conteúdos específicos utiliza-se de exercícios analíticos ( localizados) para atingir seus objetivos. Os exercícios classificam-se em ação e  sintéticos.

1.1 Exercícios de ação

Os exercícios de ação podem atuar sobre determinadas sinergias musculares, nesse caso são classificados como exercícios de ação localizada ou analítica.
Os exercícios de ação também podem ter ação generalizada sobre o organismo, atuando principalmente sobre as grandes funções, quando são denominados sintéticos.
Então, os exercícios de ação podem ser localizados analíticos ou generalizada sintética.
Os Exercícios sintéticos: envolvem grandes massas musculares sinergeticamente e/ou simultaneamente, enfatizando os movimentos naturais, como predominantemente as atividades aeróbias, como por exemplo, correr, nadar, saltar.
Os Exercícios analíticos: podem até envolver grandes grupamentos musculares, porém concentra-se em determinado segmento corporal.


2- MÉTODOS DE ENSINO

Alguns métodos de origem estrangeira influenciaram diretamente a Ginástica de Academia até ela tomar o formato atual. Nos anos 60 e 70 foi a Calistenia. Nos anos 80 a Ginástica Aeróbica (Alto e Baixo Impacto), seguidos nos anos 90 pelo Step Training. Atualmente a Ginástica Localizada tem sua base na musculação. Vários fatores, tais como cinesiológicos, anatômicos e de melhoria de performance são comuns nestas duas atividades, o que aumenta a correlação entre elas.
Alguns princípios são fundamentais para o planejamento de uma boa aula de Ginástica Localizada:
Para Costa (2001) o método em três partes consiste em uma descrição mais objetiva. Nessa concepção a estrutura de uma aula de ginástica localizada consiste em aquecimento, partes especificas e relaxamento.
O aquecimento tem como objetivo principal preparar o individuo, visando otimizar sua performance na parte especifica, como também protegê-lo da ocorrência de possíveis lesões.
A parte específica é responsável por desenvolver os conteúdos específicos visando atingir os objetivos gerais e específicos previamente planejados e definidos.
O relaxamento tem como prioridade restabelecer o individuo do esforço exigido durante a etapa especifica, evitando a manutenção do processo de fadiga ou apenas minimizando os efeitos desses processos, com isso otimizando também a melhora, o progresso da perfomance.
Em síntese  a divisão da aula consiste em:
Aquecimento: preparação;
Parte especifica: objetivos específicos;
Relaxamento: recuperação

3- COMPOSIÇÃO COREOGRÁFICA

Para melhorar e alcançar objetivos propostos pela aula, o professor deve recorrer a estímulos de cargas apropriadas que no conjunto da aula caracteriza a carga total do trabalho considerando a intensidade do estímulo (carga), a densidade dos estímulos (esforço/pausa - entre as partes da aula : ativo e passivo e entre as aulas), a duração do estímulo (tempo), a amplitude do estímulo (volume - repetições e séries) e a frequência do estímulo (por semana)


 AULA DE GINÁSTICA LOCALIZADA

 AQUECIMENTO
Têm duração de Aproximadamente 10 minutos. É composto por exercícios de pré-aquecimento musculares de baixa intensidade e alongamentos.Os movimentos devem ser feitos de maneira suave e pouca amplitude, visando uma adaptação músculo-articular e orgânica, preparando-se para elevação gradual da freqüência cardíaca e do esforço muscular. Deve ser direcionado aos grupamentos de maior exigência durante a sessão de treinamento. O aumento metabólico deve ser lento e gradual.

 PARTE PRINCIPAL
É a parte mais importante da aula, onde serão trabalhados os grandes grupos musculares.Têm duração de aproximadamente entre 30 e 40 minutos e caracteriza-se pela alta intensidade e aumento significativo dos parâmetros fisiológicos. Utiliza implementos como halteres, caneleiras e barras para exercitar os grandes grupos musculares , tais como Membros inferiores, Membros superiores e Tórax.

 EXERCÍCIOS DE SOLO
São caracteristicamente exercícios para o Abdômen, Glúteos e Adutores. São utilizadas normalmente sobrecargas como caneleiras para aumentar a intensidade do esforço e têm em média 15 a 20 minutos.

 RELAXAMENTO E VOLTA À CALMA
São exercícios de alongamento de leve intensidade e baixa amplitude articular, também conhecida como parte regenerativa da aula. Têm em média 5 a 10 minutos e deve obedecer a uma desaceleração gradual dos parâmetros fisiológicos, tais como a freqüência cardíaca. Nesta parte da aula você deverá proporcionar ao aluno uma recuperação lenta e gradual, reduzindo assim o grau de excitação proporcionado pela parte principal da aula.


Nenhum comentário:

Postar um comentário